Câmara

Reportagem de revista nacional destaca Juruaia como a cidade das mulheres empreendedoras



Em 20/03/2011 - Reportagem de revista nacional destaca Juruaia como a cidade das mulheres empreendedoras

Durante o mês de março, é comum vermos publicações sobre o universo feminino. Não é pra menos, afinal neste mês comemora-se o Dia Internacional da Mulher, no dia 8. E nunca esteve tão na moda ser mulher.

Uma mulher foi eleita para comandar a nação brasileira. Outra, para o comando da nação rubro-negra e, agora, o país desperta para a cidade em que as mulheres comandam os negócios: Juruaia, cidadezinha interiorana, no sudoeste de Minas Gerais, com pouco mais de nove mil habitantes. O polo de moda íntima mineiro foi tema da reportagem especial da revista Claudia desse mês. Mais que calcinhas e sutiãs, a revista mostrou a força das mulheres da cidade.

A cidade, como grande parte das cidades mineiras, vivia da agricultura, mais especificamente do café. Em 1997, com os preços das sacas em baixa, os fazendeiros juruaienses atolaram-se em dívidas e a cidade estava à beira da falência. Mas, enquanto uns choram, outros vendem lenço.

Assim, as mulheres de Juruaia foram as grandes responsáveis por uma das maiores viradas econômicas do país. Atualmente, Juruaia é responsável por 15% de toda a produção de moda íntima do país. São 163 confecções e 91% delas são encabeçadas por patroas e não patrões.  Através das seis páginas da reportagem, o mundo de poder feminino se abre. Rosana Marques, proprietária da OuseUse é referência de liderança. A partir de sua iniciativa, outras mulheres juntaram-se ao clã das empreendedoras juruaienses. Foi durante sua gestão a frente da Associação Comercial e Industrial que Juruaia ganhou sua principal ferramenta de negócios: a Feira de Lingerie de Juruaia - Felinju, evento que chega a movimentar mais de dez milhões de reais em quatro dias e que, este ano, acontece entre os dias 18 e 21 de abril. E, quando o assunto é empreendedorismo, Rosana é categórica: “Não tem como não gostar [de empreender]. As mulheres surpreendem-se com o que conquistam a cada dia. Eu desconheço outra forma de ser independente que não seja o trabalho.”

Fonte: A Folha Regional