Câmara A+  
A-  
A 
Buscar no site:

Secretária de Educação prestou contas na Câmara de Juruaia



Em 10/06/2010 - Secretária de Educação prestou contas na Câmara de Juruaia

Atendendo convocação da Câmara de Juruaia, a Secretária Municipal de Educação, Elisa Reis, prestou esclarecimentos aos vereadores após a reunião ordinária ocorrida no dia 31/05. A prestação de contas se refere ao trabalho executado durante o ano de 2009 e cinco meses de 2010.

 APRENDE BRASIL E SISTEMA POSITIVO -Foram feitas seis capacitações durante o ano de 2009 com o sistema “Aprende Brasil”, através do Grupo Positivo (Curitiba/PR) em diversas áreas como atendimento pedagógico e tecnológico,

Existe um portal exclusivo da educação de Juruaia através do sistema Aprende Brasil, sendo cada aluno recebeu login e senha. Com isso, depois de receber o conteúdo na sala de aula, o aluno pode acessar o portal e aprimorar aprendizado nas áreas de geografia, história, língua portuguesa, matemática e artes.

Através do Sistema Positivo, houve o fornecimento de livro didático para alunos e professores da educação infantil e  ensino fundamental, além de assessoria e capacitação para professores e educadores. O investimento gira em torno de R$ 148 mil.

 XADREZ ESCOLAR - O programa, considerado a “menina dos olhos” da administração, foi implantado em setembro de 2009. Já houve participação em vários torneios nas cidades de Guaxupé, Itaú de Minas, Nova Resende, Belo Horizonte e Alfenas. Houve a conquista de medalhas e títulos. O município conta com uma campeã mineira na categoria Sub 8.

 MERENDA ESCOLAR -A nutricionista Silviane elaborou um laudo demonstrando a importância da merenda escolar. Assim, os alunos contam com um cardápio diferenciado a cada semana. A profissional também é responsável por todo o fornecimento e capacitação dos funcionários da merenda escolar. Existe ainda uma grande preocupação com os alunos com diabetes e alergia alimentar, com os cuidados e atenção necessária.

 DESEMPENHO NO PROALFA -Outra conquista importante é o bom desempenho dos alunos do 2º ano no Programa de Avaliação da Alfabetização. O programa do governo federal identifica o nível de aprendizagem dos alunos. Em 2008, 63,1% dos alunos estavam no nível considerado recomendável. Este índice subiu para 70,% em 2009. Não existe nenhum aluno no nível baixo.

 SALA DE INFORMÁTICA -A secretária revelou problemas na sala de informática, pois apenas 06 computadores estão em funcionamento e foram compradas há mais de 10 anos. No dia 14 de maio, através de licitação, foram adquiridas 10 novas máquinas, que serão entregues nos próximos dias. Existe a previsão de compra de outros 05 computadores no próximo mês. O laboratório de informática também será reformado.

Devido ao problema, as máquinas em funcionamento foram transferidas para a biblioteca pública, totalizando assim 14 computadores disponíveis. Porém, a iniciativa se tornou inviável por conta do deslocamento das crianças. Os computadores antigos estão guardados na própria escola, pois representam patrimônio público.

No ano de 2009, foi fornecido uniforme padronizado para todos os alunos, inclusive com material escolar. Dois novos veículos também foram adquiridos para a frota escolar.

 DEMANDA DE ALUNOS -Em 2009, a rede educacional contava com cerca de 1.200 alunos. Neste ano, foram recebidos mais aproximadamente 50 crianças. O programa Educa Senso começou com 835 alunos e chegou no final do ano com 948. O sistema demanda alimentação, transporte escolar, funcionários e educação de qualidade. Os recursos estão vinculados ao governo federal, sendo que o estado repassa apenas a fatia correspondente ao transporte escolar.

 TELECENTRO DA MATA DO SINO - Sobre o questionamento feito em reuniões anteriores do Legislativo, a Secretária explicou que o município de Juruaia foi agraciado com os equipamentos e montagem de um telecentro no bairro Mata do Sino em junho de 2008. Uma das condições do termo de recebimento estabelecia a contrapartida do município com a estrutura necessária para a instalação do telecentro. Ou seja, proteção contra agentes externos, piso adequado, janela e porta resistentes, entrada única, mobiliário adequado, vigilância permanente, energia elétrica e sistema de alarme. Porém, não foi disponibilizada a estrutura necessária e o telecentro teria que ser instalado em 30 dias. O equipamento somente poderia ser aberto e instalado por técnico da Positivo Informática. Em abril de 2009, foi feita uma nova instalação, inclusive com vistoria em 06 de maio do mesmo ano, sendo constatadas irregularidades, impossibilitando a abertura do telecentro. Foram identificadas irregularidades como: equipamento molhado, lacres rompidos, instalação e montagem sem autorização do Positivo, além da falta de uma câmera de segurança. Portanto, ao contrário do termo de recebimento que garantia a segurança necessária. Desde então, contatos estão sendo mantidos com o Positivo e os equipamentos deverão ser repostos. Foi feito novo pedido de vistoria, com o compromisso do município de comprar o equipamento (câmera de segurança). A dificuldade ocorre quanto ao alto valor e falta de disponibilidade no mercado. “É a única alternativa para abrir o telecentro”, explicou.

 OUTROS DADOS -A prestação de contas foi feita pela contabilidade da prefeitura (órgão gestor), sendo toda documentação fiscal e contábil esta à disposição dos vereadores.

FUNDEB - O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica teve uma arrecadação de R$ 1.390.988,76 em 2009. A aplicação do recurso gerou em torno de R$ 4 mil. As normas estabelecem que 60% dos recursos (R$ 837 mil) devem ser aplicados em folha de pagamento do profissional da educação. No ano de 2009, houve a aplicação de 64,8%. O restante (40%) também foi aplicado a maior (em torno de R$ 675 mil).

25% DA RECEITA -Este é o mínimo que o município deve aplicar na área da educação. No ano de 2009, houve um investimento de 29,34%.

PLANO DE CARREIRA -A Secretária elogiou os profissionais da área de educação no município. Em seguida, reivindicou a revisão do plano de carreira e pediu a valorização do magistério.

 AOS VEREADORES -Em seguida, a secretária prestou outros esclarecimentos através de questionamentos feitos pelos vereadores em diversos aspectos da área educacional.

Fonte: A Folha Regional.