Câmara
Buscar no site:

Escola Estadual Eduardo Senedese de Juruaia é OURO



Em 03/12/2010 - Escola Estadual Eduardo Senedese de Juruaia é OURO

Atualmente o ensino precisa antes de tudo, ser lúdico, criativo e agradável, para que encante o aprendiz, favoreça sua integração com o mundo, produza felicidade e constitua um grande prazer na vida da criança e do adolescente.

Essas propostas fazem parte da educação desenvolvida pela E. E. Eduardo Senedese. Através da prática de projetos, a escola vem estimulando o interesse, o espírito crítico-reflexivo e a criatividade, a fim de desenvolver potencialmente habilidades e competências que culminem no sucesso e felicidade de seus educandos.

Em conjunto, a comunidade escolar, diretor, alunos, parceiros vem investindo numa prática pedagógica que não se limita a simples transmissão de conhecimento, mas em atividades extras que despertem a sensibilidade do aluno para sua formação ética, moral e profissional. Para tanto, são disponibilizadas aos alunos oficinas com atividades recreativas, artísticas e esportivas como teatro, fanfarra, coral e xadrez.

Em sala de aula, os docentes não poupam esforços para oferecer uma educação de qualidade que oportuniza aos alunos uma efetiva aprendizagem e um exercício pleno de cidadania.

Os frutos começam a ser colhidos. Nos últimos anos, a escola vem se destacando nos esportes, em concursos de redações, no Enem. Na área das exatas, principalmente em Matemática, a escola já se consolidou como uma das melhores da região, conforme apontam resultados obtidos na OBMEP- Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Publica.

Nesta edição 2010, a escola tem vários motivos para se orgulhar: obteve um excelente resultado e colocação no cenário nacional ao receber duas medalhas de ouro, três de bronze e quinze menções honrosas, resultado de um trabalho sério, comprometido e contínuo de toda equipe escolar.

É com muito orgulho que a escola, os professores e os pais destacam os alunos premiados:
- Com medalha de ouro: Weslei Carlos de Melo com 12 anos e Elyssa Dalva Ribeiro Bueno com 12 anos;
- Com medalha de Bronze: Beatriz Elaine Balbino com 13 anos, Marine Eduarda Bueno com 12 anos e Guilherme H. S. Marques com 13 anos.

Esse resultado é o grande desafio da educação atual: alunos e professores protagonizam suas ações. Enquanto de um lado há participação integral e efetiva do aluno; do outro , o trabalho incansável de mediação do professor para que nossos adolescentes e jovens não apenas memorizem conteúdos, mas tenham uma prática efetiva de cidadania, pratiquem a justiça e a solidariedade, mas principalmente que se tornem agentes responsáveis e comprometidos com a liberdade e responsabilidade de seus futuros e suas vidas.

Fonte: A Folha Regional