Câmara
Buscar no site:

Noticias sobre a reunião de 23 de junho de 2014



Em 23/06/2014 - Noticias sobre a reunião de 23 de junho de 2014

Durante a reunião da Câmara de Juruaia no dia 23 de junho, polêmicas envolveram resposta do Banco do Brasil e questionamento sobre a forma de cobrança do IPTU. Vereadores ainda apresentam solicitações de sinalizações e calçamento de ruas.

RESPOSTA DO BANCO DO BRASIL NÃO AGRADOU - A agência local do Banco do Brasil encaminhou o ofício ao presidente do Legislativo considerando matéria publicada neste semanário sobre o horário diferenciado de utilização dos TAS da SAA desde 24 de março de 2014 devido a sinistro ocorrido na agência em 21 de dezembro de 2013. Conforme comunicado, a demanda foi repassada à Diretoria de Gestão da Segurança e Gerência Regional de Segurança em Belo Horizonte. A resposta ocorreu no sentido de que, não obstante ao impacto operacional e na satisfação dos clientes, foi entendido que o projeto é de extrema importância para a inibição de investidas criminosas contra os terminais. Considerou ainda a retirada do numerário com fator determinante para a inibição de novas ocorrências. Esclareceu que, preocupado com o bom atendimento e segurança da população, o Banco do Brasil reavalia permanentemente o funcionamento de suas salas de autoatendimento. Mesmo com o horário de funcionamento das salas localizadas em algumas agências, o banco continuará oferecendo outras alternativas de atendimento fora do horário de expediente bancário, assim como no Banco Postal dos Correios e correspondentes bancários, Internet e Central de Atendimento através dos telefones 0800. Reforçou ainda que estará sempre à disposição na agência para atender os clientes durante o expediente bancário.

O vereador Agnaldo Marques de Rezende (“Pachola” - PSC) manifestou insatisfação com a resposta enviada pelo Banco do Brasil. Entende que os caixas eletrônicos forem desativados fora do expediente em todas as cidades onde ocorrem problemas, não haverá atendimento nas cidades. Assim, pediu o envio de novo ofício ao Banco do Brasil, pois a população não é culpada pelos fatos ocorridos. Além disso, a situação é de transtorno em Juruaia devido ao turismo de compras nos finais de semana. “Não estou satisfeito com esta resposta”, disse.

O vereador Juraci da Mata (PV) sugeriu o apoio de algum deputado estadual ou federal para que o trabalho político ocorra de “cima para baixo” para a solução do problema.

O vereador Esmael Alves da Trindade (“Maé” – PSDB) também reclamou da resposta enviada, considerando Juruaia uma cidade diferenciada e que não pode ficar nesta situação do banco. Defende a volta do funcionamento como ocorrida anteriormente, pois o comércio é forte no município.

O presidente Edson Ponte Preta (PSD) acrescentou que o vice-prefeito Rodrigo participou de reunião e indagou se poderia haver alguma alternativa para o poder público ajudar na solução do impasse, recebendo resposta negativa.

AUMENTO NO IPTU - O vereador Toniel Alves da Trindade (PMDB) teceu comentários sobre a Lei Complementar nº 02, de 28 de setembro de 2009, que trata sobre o Código Tributário do município. Citou o Art. 03 que determina: “Os valores de referência do município de Juruaia serão atualizados até vinte dias úteis do mês de janeiro do exercício em vigor pelo índice do INPC”. Mesmo sem saber a forma de cobrança do IPTU, considerando a classificação de zoneamento, observa que existem pelo menos dez formas de cobranças do imposto. Apresentou boleto de um morador que pagou 260 reais no ano passado e neste ano o valor é de 390 reais à vista e acima de 400 reais com o parcelamento. O vereador questionou que a lei não está sendo cumprida, pois o valor ultrapassa o que foi corrigido no ano anterior. Acredita que, sendo mantida a forma de cobrança, aumentará a inadimplência do ITPU no município. Toniel relatou a necessidade da presença do profissional responsável da prefeitura na próxima reunião da Câmara para prestar esclarecimentos a respeito. Sugeriu que a questão seja levada ao Executivo, pois existe insatisfação popular.

O vereador Agnaldo Marques de Rezende (“Pachola” - PSC) informou que já recebeu a cobrança do IPTU de seus terrenos. Para ele, a cobrança deveria ocorrer quando houver escritura. Isto porque é cobrada a taxa de coleta de lixo, sendo que no local ainda não existe nenhuma casa. Além disso, considerou alto o valor do IPTU dos terrenos.

O vereador Esmael Alves da Trindade (“Maé” - PSDB) disse que não tinha conhecimento a respeito, pois ainda não recebeu o seu boleto. Afirmou que buscará informações a respeito, defendendo que a situação seja regularizada.

O vereador Juraci da Mata (PV) comentou que é feita a avaliação dos terrenos e casas, sendo que a cobrança ocorre pela metragem (m2). Questionou sobre o órgão avaliador, pois problemas ocorreram no passado no distrito da Mata do Sino. Para ele, a avaliação deve ser correta para evitar a inadimplência. Pediu esclarecimentos a respeito da forma de cobrança, até para que os vereadores possam esclarecer os moradores.

SINALIZAÇÃO - Através de indicação ao Executivo, o vereador Antônio Carlos Gonçalves Marques (“Tal” - PSDB) solicitou providências de sinalização das ruas do bairro Lares que estão sem placas informando nomes das ruas. Pediu ainda a sinalização de parada obrigatória com pintura no chão nas esquinas das ruas da cidade. Acredita que o recapeamento executado estará facilitando a sinalização.

CALÇAMENTO - Através de indicação ao Executivo, o vereador Juraci da Mata (PV) relatou que a ponta da Rua Gonçalves de Rezende está sem asfalto. Segundo foi informado a um morador na prefeitura, o local não pode receber o asfalto. Com isso, o vereador sugeriu que os bloquetes retirados da praça sejam colocados no local, solucionando o problema.

PONTO DE ÔNIBUS - O vereador Ademar Mazurega (PSDB) comentou a respeito de ponto de ônibus solicitado no bairro Ponte Preta. Segundo ele, morador já autorizou a retirada de cerca para a execução da obra. Também defendeu ponto de ônibus no bairro Boa Vista, sendo que a medida é necessária para evitar acidentes e atender os moradores.

FESTA DO ASILO - O vereador Paulo Pereira (PP) informou que o responsável pela organização da festa do asilo estará presente na próxima reunião da Câmara recolhendo a contribuição dos vereadores.

PONTE DA PALESTINA - O vereador Esmael Alves da Trindade (“Maé” – PSDB) voltou a comentar sobre a “polêmica ponte”, informando que a empresa Santiago assumiu a obra e deverá iniciar a construção nos próximos dias. Também relatou que as pedras da praça serão retiradas nos próximos dias.

LIDO APROVADA - Foi aprovado por unanimidade, em primeiro turno, projeto de Lei que trata das Diretrizes para a elaboração da Lei Orçamentária para o exercício de 2015.

FONTE: A Folha Regional - Ed. 1199